É preciso considerar formato do rosto, da sobrancelha e simetria para chegar ao desenho ideal
foto: UOL/beleza
 
Uma sobrancelha bonita tem o poder de mudar a expressão do rosto e melhorar a aparência. Na hora de escolher o melhor desenho “não existe receita de bolo”. O formato ideal pode ser mais arredondado, arqueado, mais fino ou mais grosso, dependendo de cada pessoa.
O desenho escolhido precisa levar em consideração diversos aspectos: o formato do rosto, do olho, o desenho genuíno da sobrancelha, a simetria e a expressão facial, a cor e o tipo dos fios, além da preferência pessoal.
O ideal é tentar manter a estrutura da sobrancelha, para ficar mais natural. Se a pessoa tem a sobrancelha bem grossa, o mais recomendado é não deixá-la muito fina, por exemplo.
Alguns forrmatos
foto: reprodução/editado – Uol/Caras Digital
As linhas de começo e fim da sobrancelha precisam estar em harmonia com o nariz e com o olho. Além disso, é preciso que exista um ponto mais alto no desenho, que irá deixar a sobrancelha mais expressiva.
Se esse desenho não for bem feito, é comum que a sobrancelha fique torta ou muito fina, já que a pessoa ao tentar arrumar, acaba afinando cada vez mais ou tirando pelos de onde não deveria. Muitas pessoas apresentam falhas nas sobrancelhas, na maioria das vezes causadas pela utilização de técnicas incorretas.
Com colaboração Lya Breda Fortes Ravazoli designer de sobrancelha e sócia do Sobrancelhas Design, de Curitiba.