Não adianta falar que não! todas nós ‘mulheres mortais’ somos encanadas com – Peso, corpo, cabelos e tudo + que a gente vê que não tá igualzinho as capas de revistas e modelos famosas, certo!? 
Uma das campanhas + legais para ‘mulheres de verdade’ é o movimento pela ‘Real Beleza‘ divulgado pela Dove no mundo inteiro

Recebi esse artigo (newsletter da Dove) e compartilho com vocês porque acho que é importante sim a gente se cuidar + sem exageros!

Um dos conceitos mais estranhos que conheço é o de “padrão de beleza”, contraditório já em seu significado.
Estatisticamente, “padrão” ou norma é um atributo que 50% das pessoas apresentam. Biologicamente, pessoas “normais” são as que apresentam IMC (Índice de Massa Corporal) entre 18,5 e 24,9, intervalo em que, segundo a OMS, os riscos para a saúde são menores.
IMC = peso dividido pela altura ao quadrado. Um exemplo concreto, para ficar mais fácil. Se você pesa 60 kg e mede 1,67 m, você deve utilizar a seguinte fórmula para calcular o IMC:
IMC = 60 ÷ (1,67)²
IMC = 60 ÷ 2,78
IMC = 21,5
O movimento cultural ocidental postula como “padrão” a beleza das modelos, autênticas exceções genéticas; belas, sim, mas não “padrão”. O biotipo de uma modelo é encontrado em 0,5% das mulheres da humanidade, se tanto, e corresponde a um IMC frequentemente entre 16 e 17. Se não fossem autenticamente assim, seriam tachadas de subnutridas. Ou seja, o “padrão” não é padrão…
Cada mulher tem sua estrutura física, seu biotipo. Assim, ossos, músculos, vísceras, gordura seguem uma programação genética. Umas têm mais; outras, menos. Existem limites biológicos que não podem ser contrariados, a não ser com enormes riscos para a saúde.

E você? Qual sua estrutura física?
Beleza não é privilégio deste ou daquele biotipo. Existem belas em todos. Beleza é atributo aplicável a todas as idades, formas e etnias. É conceito intimamente ligado à saúde e à autoestima.
Faça de seu biotipo seu aliado, não seu inimigo! Explore o que tem de bom. Valorize seus diferenciais, aquilo que a torna única! O que é só seu!
Beleza não é padronizada, reside na diversidade! Cada uma tem a sua. É um conceito não competitivo. Em matéria de beleza, não há “mais que”, mas “DIFERENTE DE”.
Encerro com uma frase de um famoso zoólogo e antropólogo, Desmond Morris:
“Toda mulher tem um corpo belo porque é o brilhante coroamento de milhões de anos de evolução, fruto de surpreendentes ajustes e sutis refinamentos que o tornam o mais extraordinário organismo existente no planeta.”

Marco Antonio De Tommaso é psicólogo e psicoterapeuta.
Fonte: http://dove.com.br/artigos/beleza-respeito-ao-biotipo

Vamos pensar nisso e evitar radicalismos

Bjkas