Desde que voltei a me exercitar (veja posts sobre BodyChange aqui) claro voltei a controlar minha alimentação. Não adianta nada malhar e continuar comendo errado, já que 70% dos seus resultados estão diretamente ligados a alimentação e não só aos exercícios.


Segunda feira é o Dia Mundial da Dieta rs então bora conferir algumas dicas, e porque não, já colocar em prática daqui a pouco na hora do almoço?!

1. Optar por alimentos com qualidade nutricional. 
Dica: Muitas pessoas costumam contar calorias e, levam em consideração apenas a quantidade kcal de um alimento. Mas se você comparar por exemplo um biscoito integral e um biscoito sem ser integral, o integral tem mais calorias do que o sem ser integral. No entanto é melhor consumir o integral, já que ele que tem fibras que prolongam a saciedade, são alimento para os microorganismos benéficos presente na nossa microbiota intestinal (antigamente chamada de flora intestinal) e são fonte de vitaminas do complexo B.
2. Diminuir o sal.
Dica: Opte pelo sal de ervas no lugar do sal comum. Evite alimentos industrializados, pois mesmo os doces contêm muito sódio. E o sal light não deve ser usado por pacientes com problemas nos rins já que este para reduzir a quantidade de sódio, aumenta a quantidade de potássio (micronutriente que deve ser evitado por quem têm problemas renais).
3. Faça refeições pequenas em vários momentos do dia.
Dica: O ideal é fazer pequenas refeições de 3 em 3 horas. Pois assim o nosso metabolismo fica sempre ativo, gastando energia.
4. Monte um prato bem colorido.
Alimentos coloridos naturalmente contêm bastante micronutrientes (vitaminas e minerais), Cada cor é mais rica em determinado nutriente (por exemplo, os de cor alaranjada são ricos em vitamina A), por isso a necessidade de misturar as cores (nutrientes) no prato.
5. Evite gorduras e açúcares
Dica: Se você não tem a necessidade de fazer a restrição de açúcar (diabéticos ou pré- diabéticos), não é necessário consumir alimentos diet ou com menos açúcar uma vez que na indústria, ao se retirar ou diminuir o açúcar costuma aumentar a quantidade de gordura do alimento, para que ele não perca o sabor (açúcar e gordura dão sabor, se diminui um, a industria normalmente aumenta o outro).
6. Coma muitas fibras.
Dica.: Fibras aumentam a saciedade, alimentam bactérias benéficas do intestino, elevam o índice glicêmico de qualquer alimento e contêm vitaminas do complexo B.
7. Consuma vitaminas C e E.
Dica: Vitamina C e vitamina E são antioxidantes e atuam melhorando a imunidade e prevenindo o envelhecimento precoce.
8. Aumente a ingestão de peixe e linhaça.
Dica: A linhaça deve ser triturada na hora. Você pode usar um moedor de pimenta para triturá-la na hora.
9. Prefira carboidratos complexos, como pães, bolos, biscoitos, macarrão e arroz feitos com farinha integral.
Dica.: Fibras aumentam a saciedade, alimentam bactérias benéficas do intestino, elevam o índice glicêmico de qualquer alimento e contêm vitaminas do complexo B.
Este texto foi escrito por Talita Lorenski – Nutricionista
Para mais dicas, sigam @talita_lorenski no instagram