Alguns mitos precisam ser derrubados para que as mulheres possam assumir efetivamente cargos de liderança nas corporações. Apesar do aumento de mulheres no mercado de trabalho nas últimas décadas, a equidade com os homens pode levar até 80 anos, segundo o Relatório Global de Equidade de Gênero, do Fórum Econômico Mundial.

Equidade de gêneros pode levar até 80 anos!

  • A importância da preparação feminina (qualificação)  –  nós estudamos muito mais tempo que homens;
  • Subestimação da qualificação da mulher;
  • Mitos prejudicam a ascensão da mulher;
  • Discursos reiterados sobre a capacitação da mulher;
  • A inserção das mulheres nos cargos de decisão influenciam positivamente no valor da companhia;
  • Ligação muito forte entre a participação da mulher nos conselhos, e no retorno financeiro para os acionistas;

Esses foram alguns pontos que tomei nota da palestra da Ligia SicaCoordenadora do Núcleo de Direito da FGV durante minha participação ano passado no 5º Fórum Mulheres em Destaque – Liderança Feminina

A ideia de escrever um post sobre a equidade de gênero voltou a tona, depois de organizar umas anotações em um caderninho que tenho aqui que levo em todos os eventos que participo sobre empreendedorismo e lideranaça feminina.

A importância da mulher para termos uma sociedade mais justa, o fato de estarmos em evidência não significa que estamos vivenciando uma era de igualdade, aliás ainda estamos bem longe disto! Durante o evento falava-se em 80 anos mas pesquisas recentes já apontam um cenário ainda mais alarmante seria necessário cerca de 100 anos (num cenário como o atual) para termos a mesma proporção de homens e mulheres em cargos de liderança.

Equidade de gêneros pode levar até 80 anos!

                                                                                          Panfleto digitalizado recebido durante o fórum

É uma questão que infelizmente, ainda precisamos evoluir bastante. No mercado de trabalho por exemplo, é comum encontrar empresas que pagam um salário inferior às mulheres, em comparação ao dos homens, quando ambos exercem a mesma função. Além disso, há profissionais que sofrem constantemente assédio moral e mesmo sexual em seu ambiente de trabalho.

Apesar da melhora nos últimos anos, alcançada principalmente pela tomada de consciência da população, as estatísticas ainda apontam níveis altos de desigualdade entre os gêneros no ambiente corporativo. Existem muitos casos de violência, de preconceito, salários baixos e trabalho demasiado, entre outros, mas essa realidade está mudando.

A mulher está sendo mais valorizada e tem conquistado um lugar extremamente importante no mercado de trabalho e na sociedade

Leia o estudo completo da McKinsey que mostra como avanço na igualdade das mulheres poderia adicionar US $ 12 trilhões para o crescimento global (em inglês) +aqui

beijos-Jackie