Olá pessoal
Hoje é dia de falar sobre empreendedorismo! as aulas voltaram e com elas ideias a mil na cabeça para novos posts
Neste momento de crise seria interessante abrir uma empresa ou deve-se esperar até a economia voltar a crescer? Em um país em crise as vendas caem, o crédito é encurtado e o dinheiro em circulação some, a inadimplência cresce, os juros aumentam, mas também surgem novas oportunidades!
Se você está preparado, com seu plano de negócios elaborado se pesquisou e conhece muito bem sobre o negócio que irá montar, já trabalhou no negócio como funcionário tendo uma visão de dono, tem noção mesmo que seja básica então mesmo com a crise você está apto para começar.
Uma pesquisa do Sebrae realizada em 2014 com 1.829 empresários apresentando a falta de informações dos Empreendedores sobre o mercado:
  • 32% não conheciam os aspectos legais do negócio
  • 31% não sabiam o investimento necessário para o negócio
  • 21% não identificaram o público-alvo do negócio
  • 61% não procuraram ajuda de pessoas ou instituições para abertura do negócio
  • 55% não elaboraram um plano de negócios
  • 42% não calcularam o nível de vendas para cobrir custos e gerar o lucro pretendido
  • 39% não sabiam qual era o capital de giro necessário para abrir o negócio
  • 38% não sabiam o número de concorrentes que teriam
  • 33% não tinham informações sobre fornecedores
Eu trabalho com beleza, o assunto do blog é beleza peguei como exemplo de falta de administração no tipo de negócio que mais se abre no Brasil – você já parou pra contar quantos novos salões abrem a todo momento em seu bairro?
De acordo com a Associação Nacional do Comércio de Artigos de Higiene Pessoal e Beleza (Anabel), entre 2005 e 2010, o número de estabelecimentos de beleza no Brasil cresceu em torno de 78%, subindo de 309 mil para 550 mil formais, incluindo os informais esse número é acima de 1 milhão de salões.
Quando uma empreendedora resolve montar esse tipo de negócio, ela se preocupa primeiramente em fazer um curso de cabeleireiro. Em algumas escolas na grade do curso normalmente estão inclusas aulas de administração que infelizmente devem ser muito superficiais.
A falta de preparo para visualizar a empresa como um todo, da gestão ao atendimento, acaba causando transtornos em diversos setores da empresa. No caso de salões de beleza, seguem os principais problemas de administração de acordo com a revista Cabelo & Cia:
  • INFORMALIDADE : a informalidade deixa o negócio vulnerável a processos trabalhistas, a falta de processos e controles pode fazer com que funcionários se tornem revolucionários na empresa.
  • FALTA DE CONHECIMENTO : caso clássico da(o) cabeleireira(o) que sai de um salão, recebe a indenização e resolve abrir o seu próprio. Habilidades na tesoura não garantem sucesso na administração do salão.
  • VER O NEGÓCIO COMO UM HOBBY : abrir o salão e não estar presente no dia a dia é um grande passo para o fracasso do negócio. Os desvios são muito fáceis de ocorrer. Tem que estar diariamente no negócio, conhecendo as clientes, ajudando o time a dar um ótimo atendimento.
  • LOCAÇÃO CARA E PONTO RUIM : tem que tomar muito cuidado com o valor do aluguel perante o faturamento, tentar não passar dos 10%. Qualidade, localidade e estrutura do salão tem que ser muito bem adequada ao público-alvo, pontos que podem ajudar a gerar uma fidelização dos clientes.
  • MÁ GESTÃO DE ESTOQUE : uma processo de compra errada faz com que você tire dinheiro do seu fluxo de caixa e fique empatado no estoque, vai embora a liquidez da empresa.
  • FALTA DE CAPITAL DE GIRO : devido ao tempo de retorno do investimento médio ser de 18 – 36 meses, você precisa fazer uma reserva de capital quando for abrir o negócio, tomar muito cuidado com a formação de preço errada, às vezes vai achar que está ganhando e não está.
  • DESCONTROLE DAS DESPESAS : falta de consciência do custo fixo e variável, a falta de controle e informatização dos serviços do dia a dia, gastar mais do que esta ganhando ou faturando.
Planejamento é fundamental, arregace as mangas e vá a luta!
Quem costuma vir de onde eu sou
Às vezes não tem motivos pra seguir
Então levanta e anda, vai
Levanta e anda, vai
Levanta e anda
Mas eu sei que vai, que o sonho te traz coisas que te faz
Prosseguir…Emicida

Fonte: Sebrae-SP; Estadão PME; Revista Cabelo & Cia