Mostrando posts da categoria Empreendedorismo

Olá empreendedoras!

Li este artigo no blog da Rede Mulher Empreendedora, que traz dicas para quem quer começar ou ampliar o seu negócio

Nos últimos anos, a quantidade de mulheres que acreditaram poder se tornar empresárias bem sucedidas aumentou drasticamente. Ser bem sucedida em um novo empreendimento pode significar a diferença entre uma jornada dura de trabalho e horas flexíveis, ser sua própria patroa e desfrutar de mais tempo e qualidade de vida com sua família. Para tal, começar o próprio negócio é um caminho atraente para muitas mulheres, e logo abaixo vamos mostrar como você pode trabalhar para obter sucesso em seu novo empreendimento.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Administrar um negócio nunca foi fácil, e neste artigo vamos apontar cinco dicas importantes que vale a pena lembrar a fim de obter sucesso:

1. Seja Confiante em sua Habilidade e Plano de Negócio

O sucesso de qualquer negócio depende da mão do dono para seguir em frente, e como empreendedora isso começará com você. Partindo de uma visão clara para o seu crescimento e adicionando o entusiasmo que só os proprietários de pequenas empresas podem injetar, vai garantir ao resto da equipe que trabalha com você rumo a um objetivo comum. Além disso, ter confiança e crença em seu produto ou serviço e como você atende às necessidades do seu público-alvo são cruciais para convencer ambos, clientes e clientes potenciais, da qualidade que você está oferecendo.

2. Seja Inovador

A realidade é que haverá muitas empresas similares, fazendo a mesma coisa que você, de modo que ser inovador seja fundamental se você quiser que sua empresa se ​​destaque na multidão. A partir de uma presença na web bem concebida e intuitiva ao aproveitamento de tecnologias inovadoras, tais como software de RH da CIPHR para ajudar a economizar tempo e dinheiro, ser original e adaptar o seu serviço para atender às necessidades de seus clientes são outros passos importantes para o sucesso.

3. Seja Social

Como empresária você nunca deve subestimar o poder da sua rede, dos amigos próximos e conhecedores do negócio; há um enorme rio a cruzar até você construir a sua empresa. Hoje em dia, ser sociável também se estende ao seu relacionamento com os clientes, tanto online quanto off-line, com o uso estratégico de plataformas de mídia sociais como Facebook e Pinterest que podem, por exemplo, expor sua marca para um público mais amplo e construir relacionamentos com os clientes já existentes.

4. Aprenda a Delegar

Ser um empreendedor não é fácil, e proprietários de pequenos negócios têm muito a aprender em relação a como lidar com tudo, todos os dias, de modo que ser capaz de confiar em sua equipe certas responsabilidades também é importante para o seu sucesso. Lembre-se, a maioria das pessoas começa um negócio para melhorar o equilíbrio entre a vida pessoal e profissional, partilhar o fardo do trabalho, continuar com o crescimento de seu negócio e viver a vida!

5. Inspire-se

Encontrar inspiração em qualquer tipo de situação é o que define os empreendedores bem sucedidos dos outros. Onde os outros veem problemas, os empreendedores veem oportunidades, e a dificuldade só impulsiona seu desejo de sucesso. Tirar inspiração de sua vida familiar, ser inspirado para fazer o bem para a segurança deles e inspirar-se naqueles que já conseguiram é o que você aspira.

Há certamente muito a ser aprendido com as muitas empresárias de sucesso que fizeram uma constante mudança na indústria de negócio em que vivemos hoje. Não há “receita para o sucesso” por assim dizer, mas as cinco dicas que são descritas acima, certamente, virão a ser útil caso você seja uma empresária que esteja estabelecendo-se em seu próprio empreendimento.

Fonte: Blog Rede Mulher Empreendedora
Texto traduzido por: Inglês S/A do original “5 Small Business Success Tips for Female Entrepreneurs” publicado no projecteve.

jacqueline

Publicitária, Maquiadora & Gestora de Negócios, uma libriana tipicamente indecisa e vaidosa, fã da Beyoncé

>> Veja mais posts dessa autora

Veja também esses posts

Startup Weekend Women

Olá empreendedoras!

O post de hoje traz informações sobre um evento bem bacana criado em 2007, o Startup Weekend que tem a missão de inspirar, educar e dar suporte a indivíduos, equipes e comunidades. Nesse período já aconteceram mais de 1.500 eventos em cerca de 119 países ao redor do mundo, com mais de 8.000 startups criadas.

Um final de semana inteiro de aprendizado, desafios, mentorias e muito trabalho. Uma imersão no mundo das startups. Nos dias 02, 03 e 04 de Outubro o desafio é criar uma startup em 54 horas. Acontecerá simultaneamente nas cidades de Recife, Porto Alegre, São Paulo Rio de Janeiro e Belém.

 

 

 

 

 

 

Ao longo desses três dias os participantes vão compartilhar suas ideias, validá-las, criar um modelo de negócios e apresentar a uma banca avaliadora.

O Startup Weekend tem a intenção de fomentar o empreendedorismo e inovação por onde passa, fornecer mentorias e ferramentas para ideias serem desenvolvidas e surgirem novos negócios, além de proporcionar um ambiente de networking muito qualificado.

+Informações no site da organizadora TechStars

jacqueline

Publicitária, Maquiadora & Gestora de Negócios, uma libriana tipicamente indecisa e vaidosa, fã da Beyoncé

>> Veja mais posts dessa autora

Veja também esses posts

Prêmio Mulheres Tech em Sampa

Olá pessoal tudo bem?

A iniciativa tem o objetivo de reconhecer projetos coordenados pelo público feminino com o propósito de ampliar a participação das mulheres no setor de tecnologia e no ecossistema de startups da cidade.

O Prêmio Mulheres Tech in Sampa distribuirá 50 mil reais entre cinco projetos – dez mil reais para cada um – que estimulem o empreendedorismo feminino com foco em tecnologia e que sejam coordenados por mulheres.

 

 

 

 

 

 

 

As inscrições podem ser realizadas até 16.10.2015.

As interessados deverão efetuar inscrição através de formulário no site do Prêmio Mulheres Tech em Sampa (www.mulherestechemsampa.com.br).

jacqueline

Publicitária, Maquiadora & Gestora de Negócios, uma libriana tipicamente indecisa e vaidosa, fã da Beyoncé

>> Veja mais posts dessa autora

Veja também esses posts

2º Congresso Estadual da Mulher Empresária

Um dos principais eventos corporativos do País, que vai debater os reflexos das crises econômica e política e o papel das mulheres nos negócios
O 2º Congresso Estadual da Mulher Empresária. O evento é um dos mais concorridos do meio corporativo e será realizado no próximo dia 18 de Setembro, no Anhembi (SP), no auditório Elis Regina, das 9h30 às 17h30.

 

Entre os principais assuntos a serem debatidos no Congresso estão as crises econômica e política do Brasil e o reflexo delas no dia a dia das pequenas empresas, assim como o papel da mulher nos negócios e no desenvolvimento das cidades.
Entre os convidados/palestrantes estão Luiza Helena Trajano, presidente da Rede Magazine Luiza; Dony De Nuccio, economista e jornalista da GloboNews e TV Globo; Manuella Curti de Souza, presidente do Grupo Europa e jovem líder da Geração Y; Mayrly Baruffaldi, empresária do Agronegócio; Adriana Neves, diretora da Confederação Nacional das Revendas AmBev e presidente da Associação Comercial de São José do Rio Preto; e Adriana Flosi, vice-presidente da Facesp e presidente da Associação Comercial e Industrial de Campinas.

Objetivos do Congresso:

  • Estímulo ao empreendedorismo feminino
  • Promoção de debates sobre temas nacionais e estaduais
  • Geração de networking entre participantes do Congresso
  • Capacitação, informação e troca de experiências
  • Ampliação de oportunidades de negócios
  • Integração e fomento ao associativismo
  • Criação de novos núcleos de Mulheres empresárias em municípios do Estado
  • Motivação para novos desafios
  • Estruturação de um cenário favorável para o empreendedorismo.

Infelizmente o congresso é fechado e pago, mas para quem pode investir e participar com certeza deve super proveitoso e estimulante! Informações aqui

jacqueline

Publicitária, Maquiadora & Gestora de Negócios, uma libriana tipicamente indecisa e vaidosa, fã da Beyoncé

>> Veja mais posts dessa autora

Veja também esses posts

Número de Microempreendedores Individuais (MEIs) do setor de beleza cresceu 700% em cinco anos. Instituição cria estratégia para ajudar empresas a sobreviverem em um mercado altamente competitivo
Olá pessoal
Todas as quartas posto por aqui conteúdo sobre empreendedorismo, no próximo sábado começa aqui em SP a Beauty Fair um post ‘extra’ sobre o assunto para as empreendedoras que visitaram a feira!
O Sebrae-SP (Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas do Estado de São Paulo) participa da Beauty Fair – Feira Internacional de Beleza e Cosméticos, um dos maiores evento do segmento, de 5 a 8 de setembro, no Expo Center Norte, com três estandes: Beleza de NegócioEspaço subsidiado para PMEs (pequenas e médias empresas) e Compre do Pequeno Negócio. Segundo a organização, cerca de 150 mil pessoas devem passar por lá nos quatro dias de exposição.
Apesar da crise econômica, o número de pequenos negócios do mercado de beleza aumenta a cada dia. Apenas na categoria microempreendedor individual (MEI), que faturam até 60 mil por ano, o crescimento é de 700% em cinco anos. No estado de São Paulo, entre 2010 e 2015, o número de registros do MEI no segmento de cabeleireiros e outras atividades de tratamento de beleza apresentou um incremento de 17.629 para 141.018, segundo dados do Sebrae.
Bruno Caetano, diretor-superintendente do Sebrae-SP, explica que este é o momento de redobrar a atenção na gestão, a concorrência está cada vez mais acirrada, a inflação em alta e consumidores com menos poder de compra, mais retraídos. Todos esses elementos afetam o faturamento, mas certamente sobrevive quem investe em planejamento.
“Apesar do cenário, é possível ter sucesso com o empreendimento seguindo rigorosamente seis passos: redução de despesas sem comprometer a qualidade; rever relação com parceiros fornecedores a fim de ajustar contratos e valores; fortalecer união entre equipe para motiva-los e alcançar bons resultados; adotar ações criativas e inovadoras; gerenciar sistematicamente o capital de giro e, por fim, investir em comunicação. Sim, aquele velho ditado popular que afirma que quem não é visto não é lembrado se encaixa perfeitamente neste caso. Portanto, é importante que a marca esteja em evidência e para isso o investimento não é alto”, orienta Caetano.” Existem alternativas como a divulgação por meio das redes sociais, criação de grupos pelo whatsapp, parcerias com comércio local, entre outros”, acrescenta.
Estandes na Beauty Fair:
Beleza de Negócio
Neste acontecem palestras, oficinas e debates com fundadores de importantes redes, como Onodera, e representantes do Sindiestética (sindicato da categoria), durante os quatro dias, das 14h às 19h. Dentre as palestras ministradas pelos especialistas do Sebrae estão: mídias sociaiscenário do setorMEI (microempreendedor individual), normalização de centros de estética (oficina de identificação de demandas para abertura de comissão de estudos para normalização dos procedimentos) e “Venda Mais” (orientações para os estabelecimentos aumentarem o ticket médio).
“Sebrae-SP inicia novo ciclo, desta vez com foco em clínicas de estética. Nos últimos três anos, investimos bastante energia para conhecer o segmento de salões de beleza. Um grupo de profissionais da área foi montado para identificar as principais dificuldades dos empreendedores. Feito isso, inúmeras ferramentas, como cartilhas, consultorias individuais, cursos de ensino à distância, palestras e workshops foram desenvolvidas e disponibilizadas, grande parte gratuitas, para sanar os pontos de carência. Agora, a intenção é fazer o mesmo pelo empreendedor de estética. Queremos reforçar o nosso olhar e dar a mesma atenção”, esclarece Maísa Blumenfeld, consultora do Sebrae-SP e gestora do programa Sebrae Beleza.
Subsídio Sebrae-SP
A área visa fomentar os pequenos negócios ali mesmo, na feira. A entidade subsidiou 50% do custo de estandes para 16 micro e pequenas indústrias e empresas. Os artigos vão desde produtos de higiene pessoal, cremes, loções e géis corporais e faciais que prometem resultado em poucas aplicações (incluindo linha profissional) até software que permitem o agendamento por smartphones e tablets. 
A cada ano o Sebrae-SP intensifica ainda mais o apoio as micro e pequenas empresas. Ano passado, 11 companhias participaram e juntas movimentaram cerca de R$ 750 mil (negócios fechado até quatro meses após a feira). Nesta edição o espaço foi ampliado, 144m2, divididos em estantes de 9m2 cada, e a expectativa é superar em pelo menos 10% o montante da edição passada.
Compre do Pequeno + aqui 
O espaço leva o mesmo nome do movimento lançado em agosto pelo Sebrae. A intenção é estimular a sociedade a consumir produtos e serviços fornecidos por micro e pequenas empresas. A ação pretende usar a força dos pequenos negócios – mais de 10 milhões de empresas no Brasil, que faturam no máximo R$ 3,6 milhões por ano – para fortalecer a economia, já que as micro e pequenas empresas são mais de 95% do total de empresas brasileiras, respondem por 27% do PIB no Brasil e por 52% do total de empregos com carteira assinada – mais de 17 milhões de vagas.
No hotsite do movimento, os empreendedores também poderão cadastrar suas empresas para que o consumidor encontre os produtos e serviços que precisa perto de sua casa ou trabalho.
Expectativa
Em 2014 o assédio do público aos estandes do Sebrae foi alto. Especialistas da entidade auxiliaram empreendedores visitantes nas áreas de administração, marketing e jurídica. Ao todo foram mais de 13 mil atendimentos em diversas áreas. 64 caravanas, organizadas pelos escritórios regionais do Sebrae de diferentes cidades de São Paulo. A expectativa para essa edição é ainda maior: 15 mil atendimentos e 64 missões, caravanas.

jacqueline

Publicitária, Maquiadora & Gestora de Negócios, uma libriana tipicamente indecisa e vaidosa, fã da Beyoncé

>> Veja mais posts dessa autora

Veja também esses posts

Olá pessoal tudo bem?

Hoje é dia de Empreender…

O movimento Compre do Pequeno Negócio escolheu a data de 05 de Outubro como oficial – já que é o dia em que foi instituído o Estatuto da Micro e Pequena Empresa. No hotsite, que já está no ar (www.compredopequeno.com.br), os empreendedores poderão cadastrar suas empresas para que o consumidor encontre produtos e serviços que precise na região desejada

“As micro e pequenas empresas representam 95% das empresas brasileiras, respondem por 27% do PIB do Brasil e por 52% do total de empregos com carteira assinada. Por isso, que queremos sia valorização e contamos que o dia 5 de Outubro passe a ser um marco no calendário comercial do país”. diz Barreto

 Para quem se lembra, trata-se de uma versão digital das famosas “Páginas Amarelas”, guias muito usados até alguns anos”, explica Luiz Barreto – Presidente do Sebrae

Todo empreendedor por mais simples que seja, pode (e deve!) contar com a ajuda do Sebrae. Uma visita a um dos escritórios regionais espalhados em todo o brasil é capaz de alavancar e dar rumo certo ao negócio que está por nascer, ou que já existe e precisa se estruturar ou se reinventar!

Uma equipe de consultores orienta, ensina, coordena, tira dúvidas e ainda oferece cartilhas, cursos (na maioria gratuitos). Por isso quem deseja abrir um negócio já sabe precisa conhecer o Sebrae!

Fica a dica e você pequeno empreendedor participe da campanha entre no site e cadastre o seu negócio 😉

jacqueline

Publicitária, Maquiadora & Gestora de Negócios, uma libriana tipicamente indecisa e vaidosa, fã da Beyoncé

>> Veja mais posts dessa autora

Veja também esses posts

Vencedor do prêmio de melhor livro de negócios no “2014 Goodreads Choice Awards“: #GirlBoss de Sophia Amoruso – agora tem versão em português.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Esta obra é mega inspiradora e sua leitura é tipo ‘obrigatória’ para a mulher que deseja abrir seu próprio negócio um dia. Se o seu objetivo for trabalhar for atuar em e-commerce e no nicho de moda então, tem que ler já!

Eu gostaria de ler muito mais do que eu leio normalmente. Não que eu não goste, mas com o passar dos dias vou perdendo a empolgação ou surgem novas ‘obrigações’ na rotina do trabalho ou agora também da faculdade e puft! o livro vai pra escanteio! :/

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Postei no Insta assim que comecei a ler o #GirlBoss, da Sophia Amoruso, fundadora da Nasty Gal, uma das lojas mais legais dos últimos tempos.

Sophia passou uma adolescência bem difícil, viajando de carona, furtando em lojas e, segundo os depoimentos dela, revirando caçambas de lixo atrás de lanches. Com 22 anos ela arranjou um emprego em uma rede de lanchonetes (que odiava por sinal) e decidiu começar a vender roupas usadas no eBay.

Passaram-se 8 anos e hoje a Nasty Gal é uma loja virtual de mais de 100 milhões de dólares, com mais de 350 funcionários (e entrega no Brasil!).

Como isso foi possível? É o que ela conta no seu primeiro livro!

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Bom, o livro é inspiração pura. Acho super interessante ler histórias de sucesso e aprender com quem compartilha experiências próprias. Normalmente os livros que vejo sobre empreendedores de sucesso, trazem histórias de homens li pouco sobre mulheres. Quando fiquei sabendo sobre a história do livro, corri para comprar!

Dona de um estilo próprio, capa de revista de empreendedorismo, coleção da M.A.C. o/

Sophia é, possivelmente, uma das CEOs mais conhecidas do mundo da moda.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

História inspiradora!!!

E você também é uma #GIRLBOSS ?!

Quem quiser comprar o livro, tem a versão traduzida por R$34,32 na Cia dos Livros! Depois me diz o que achou! 😉

jacqueline

Publicitária, Maquiadora & Gestora de Negócios, uma libriana tipicamente indecisa e vaidosa, fã da Beyoncé

>> Veja mais posts dessa autora

Veja também esses posts

Jackie Siqueira Makeup © 2019 | Todos os direitos reservados
Design & Programação: