Mostrando posts da categoria Empreendedorismo

Equidade de gêneros pode levar até 80 anos!

 

Alguns mitos precisam ser derrubados para que as mulheres possam assumir efetivamente cargos de liderança nas corporações. Apesar do aumento de mulheres no mercado de trabalho nas últimas décadas, a equidade com os homens pode levar até 80 anos, segundo o Relatório Global de Equidade de Gênero, do Fórum Econômico Mundial.

Equidade de gêneros pode levar até 80 anos!

  • A importância da preparação feminina (qualificação)  –  nós estudamos muito mais tempo que homens;
  • Subestimação da qualificação da mulher;
  • Mitos prejudicam a ascensão da mulher;
  • Discursos reiterados sobre a capacitação da mulher;
  • A inserção das mulheres nos cargos de decisão influenciam positivamente no valor da companhia;
  • Ligação muito forte entre a participação da mulher nos conselhos, e no retorno financeiro para os acionistas;

Esses foram alguns pontos que tomei nota da palestra da Ligia SicaCoordenadora do Núcleo de Direito da FGV durante minha participação ano passado no 5º Fórum Mulheres em Destaque – Liderança Feminina

A ideia de escrever um post sobre a equidade de gênero voltou a tona, depois de organizar umas anotações em um caderninho que tenho aqui que levo em todos os eventos que participo sobre empreendedorismo e lideranaça feminina.

A importância da mulher para termos uma sociedade mais justa, o fato de estarmos em evidência não significa que estamos vivenciando uma era de igualdade, aliás ainda estamos bem longe disto! Durante o evento falava-se em 80 anos mas pesquisas recentes já apontam um cenário ainda mais alarmante seria necessário cerca de 100 anos (num cenário como o atual) para termos a mesma proporção de homens e mulheres em cargos de liderança.

Equidade de gêneros pode levar até 80 anos!

                                                                                          Panfleto digitalizado recebido durante o fórum

É uma questão que infelizmente, ainda precisamos evoluir bastante. No mercado de trabalho por exemplo, é comum encontrar empresas que pagam um salário inferior às mulheres, em comparação ao dos homens, quando ambos exercem a mesma função. Além disso, há profissionais que sofrem constantemente assédio moral e mesmo sexual em seu ambiente de trabalho.

Apesar da melhora nos últimos anos, alcançada principalmente pela tomada de consciência da população, as estatísticas ainda apontam níveis altos de desigualdade entre os gêneros no ambiente corporativo. Existem muitos casos de violência, de preconceito, salários baixos e trabalho demasiado, entre outros, mas essa realidade está mudando.

A mulher está sendo mais valorizada e tem conquistado um lugar extremamente importante no mercado de trabalho e na sociedade

Leia o estudo completo da McKinsey que mostra como avanço na igualdade das mulheres poderia adicionar US $ 12 trilhões para o crescimento global (em inglês) +aqui

beijos-Jackie

jacqueline

Publicitária, Empreendedora e Maquiadora, uma libriana tipicamente indecisa e vaidosa, fã da Beyoncé e que não vive sem maquiagem! - exceto aos domingos hahaha

>> Veja mais posts dessa autora

Veja também esses posts

Plataforma proporciona as empreededoras a troca de conhecimento por meio de rede de relacionamento, simuladores, eventos e cursos de gestão

Conheci há alguns meses o projeto bem bacana do Banco Itaú de apoio e incentivo ao Empreendedorismo Feminino, a plataforma chama-se Mulher Empreendedora. Se você já tem um negócio formal ou pensa em iniciar um precisa conhecer!!

Inicialmente o projeto está destinado as correntistas do banco, inicialmente foram selecionadas cerca de 1.500 mulheres de São Paulo, Rio de Janeiro e Belo Horizonte o projeto foi iniciado em Mar/15. Eu consegui me cadastrar e já participei de alguns workshops e oficinas \o/ como a de Google Analytics +aqui o bacana é que depois todo o conteúdo é disponibilizado no portal para download

Itaú Mulher Empreendedora

Ação especial realizada onde todas as fotos marcadas no facebook com a Hastag #itaumulherempreendedora receberam no Dia do Empreendedorismo Feminino (19/11) sua imagem com um selo personalizado para compartilhar nas redes sociais.

Com a ajuda de fundos, organizações e do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), o Itaú Unibanco aderiu ao Women Entrepreneurship Banking (WEB, o Bancos de Mulheres Empreendedoras) e disponibilizou cerca de R$ 1 bilhão para pequenas empresárias.

Entre as iniciativas do projeto está a rede online de cocriação, que consiste em uma plataforma de troca de informações. No sistema, as integrantes do programa poderão compartilhar todo o conteúdo aprendido nas aulas presenciais com outras empresárias pelas redes sociais. Também serão realizados eventos periódicos para discutir temas relevantes ao dia a dia das mulheres empreendedoras.


Para conhecer mais acesse a plataforma e se for correntista do banco pode se cadastrar imulherempreendedora.com.br

Para as empreendedoras que não são correntistas podem ficar por dentro dos eventos que tem sempre transmissão online via Hangout na página do facebook da rede aqui

info: UOL

jacqueline

Publicitária, Empreendedora e Maquiadora, uma libriana tipicamente indecisa e vaidosa, fã da Beyoncé e que não vive sem maquiagem! - exceto aos domingos hahaha

>> Veja mais posts dessa autora

Veja também esses posts

Empreendedora linda!

A Feira do Empreendedor é um evento criado e organizado pelo SEBRAE há mais de 20 anos. Você já pode se inscrever antecipadamente para a quinta edição da Feira do Empreendedor do SEBRAE-SP, que acontecerá de 20 a 23 de fevereiro de 2016, das 10h às 21h, no Pavilhão de Exposições do Anhembi.

Reunindo cerca de 430 expositores e consultores e com expectativa de receber 124 mil visitantes, esta é uma ótima oportunidade para fazer novos negócios e se atualizar sobre as novidades do universo empresarial
Inscrições
Para os participantes em geral, a entrada é gratuita e as inscrições devem ser feitas pelo site. Vale lembrar que é proibida a entrada de menores de 14 anos.

jacqueline

Publicitária, Empreendedora e Maquiadora, uma libriana tipicamente indecisa e vaidosa, fã da Beyoncé e que não vive sem maquiagem! - exceto aos domingos hahaha

>> Veja mais posts dessa autora

Veja também esses posts

Olá
Voltando com os posts relacionados a negócios,
Janeiro é aquele mês do ano que todos temem…impostos, impostos e mais impostos!!! Se você é MEI ou PME e tem uma e-commerce (loja virtual), já está sabendo sobre as mudanças relativas a cobrança do ICMS? Não faz ideia do que eu estou falando?
Então leia abaixo informações importantíssimas para você que possui um negócio digital
A partir de 1º de janeiro de 2016 a cobrança do ICMS (Imposto sobre Operações relativas à Circulação de Mercadorias e Prestação de Serviços de Transporte Interestadual) será alterada para todos as lojas virtuais do Brasil.
Portanto, é importante que você empreendedor esteja atento a esta mudança e entenda como ela impactará na rotina do seu negócio.
Como a cobrança do ICMS era feita antes
Toda vez que você vendia um produto e emitia a nota fiscal, o recolhimento do ICMS ficava integralmente com o estado de origem, ou seja, o estado de onde você envia as mercadorias.
Como ficou a cobrança do ICMS a partir de 2016
Com a nova emenda constitucional, a ideia é que o imposto seja recolhido pelo estado de destino.Essa alteração será feita de forma progressiva até 2019, portanto, é necessário se atentar ao seguinte cronograma para emissão de notas fiscais para pessoas físicas:
  • Em 2016, 40% do ICMS para o estado de destino e 60% para a origem;
  • Em 2017, 60% no destino e 40% na origem;
  • Em 2018, 80% para o estado de destino e 20% para a origem;
  • A partir de 2019, 100% do ICMS será recolhido para o estado de destino da compra.
Mas por que ocorreu essa mudança?
Com o aumento das vendas online, cresceu também a disputa dos estados pelo recolhimento do imposto, a Região Sudeste, onde se concentra a maioria dos e-commerces, ficava com a maior parte do imposto recolhido, mesmo que as mercadorias fossem adquiridas por compradores de outras regiões do país, aumentando assim o desequilíbrio na arrecadação dos impostos e, consequentemente, a verba disponível para investir na infraestrutura dos estados.
O que fazer, como se ajustar?
Por ser nova, a alteração na cobrança do ICMS pode causar dúvidas de como se ajustar. Mesmo se você é MEI (Microempreendedor Individual) ou se o seu negócio se enquadra como uma PME (Pequena ou Média Empresa), é interessante que você consulte o seu consulte seu contador ou a junta comercial do seu estado, pois eles poderão lhe orientar com mais clareza como se adequar à nova emenda. Desta forma você também evitará problemas futuros com o fisco.
Para a emissão da nota fiscal das suas vendas e para fazer o calculo dos tributos da sua loja virtual corretamente é interessante utilizar um sistema de gestão (ERP’s). Eu uso uma ferramenta chamada Bling mas existem muitas outras você pode pesquisar e escolher aquela que melhor se adequa a sua rotina e ao seu bolso!!
Caso queira saber mais sobre o assunto, pode acessar a emenda constitucional ou este artigo do site do E-commerce Brasil que é um postal muito rico em conteúdo para Gestores de e-commerce.

jacqueline

Publicitária, Empreendedora e Maquiadora, uma libriana tipicamente indecisa e vaidosa, fã da Beyoncé e que não vive sem maquiagem! - exceto aos domingos hahaha

>> Veja mais posts dessa autora

Veja também esses posts

5ª edição do Fórum Mulheres em Destaque

A 5ª edição do Fórum Mulheres em Destaque que acontece nos dias 25 e 26 de novembro, na Fecomércio, em São Paulo.

ONU Mulheres e Associação Movimento Mulher 360 apresentam com exclusividade os 12 indicadores de desempenho que consideram quatro dimensões: visão, estratégia, governança e gestão social e ambiental, para o empoderamento feminino

O evento, considerado a maior plataforma de conteúdo do Brasil sobre liderança feminina

Com o objetivo de apoiar mais empresas a construírem ambientes voltados para a ascensão feminina, primeira iniciativa focada em liderança feminina no Brasil, considerada hoje a maior plataforma de conteúdo sobre o tema. Durante o evento, os executivos mais engajados nesta causa estarão reunidos com líderes de empresas para impulsionar estratégias que aumentem o número de mulheres em posições de liderança.
Um dos grandes destaques desta edição será o painel ‘Indicadores de Desempenho e Mensuração de Resultados & Benchmarks Corporativos – O desenvolvimento e a consolidação das ações para promoção do empoderamento feminino nas organizações’, moderado por Adriana Carvalho, da ONU Mulheres. Adriana falará de que forma as empresas podem aplicar os 7 Princípios do Empoderamento da ONU Mulheres com o objetivo de atingir a equidade de gênero e empoderar as mulheres no trabalho.
O foco do painel é abordar os benefícios da paridade de gênero e os desafios na execução de iniciativas para o aumento de líderes femininas. Outros pontos a serem abordados serão os benefícios proporcionados pelas ações estruturadas de diversidade de gênero e políticas de flexibilidade, como home officepart time, entre outros. A apresentação ainda contará com uma dinâmica sobre como utilizar os indicadores como instrumentos para atingir resultados efetivos.
Luciana Camargo, diretora de recursos humanos da IBM Brasil, compartilhará os resultados do Programa “Women at IBM” e os projetos que estão alavancando motivação, integração e inovação para a empresa. Lia Azevedo, VP de desenvolvimento humano e organizacional do Grupo Boticário, apresentará como a gestão compartilhada por homens e mulheres torna-se mais e­ficiente, dinâmica e completa e quais os resultados gerados. O painel conta também com a participação de Tatiana Trevisan, diretora da Associação Movimento Mulher 360, que vai apresentar com exclusividade os 12 indicadores de desempenho do Movimento Mulher 360 elaborados pelo Instituto Ethos, que consideram quatro dimensões: visão, estratégia, governança e gestão social e ambiental. A palestrante ainda apontará como as empresas podem aplicá-lo para avançar de maneira sistemática e consistente em sua agenda de empoderamento feminino.
“O evento trata do fortalecimento da liderança feminina e dos ganhos em performance financeira para as organizações. Este tema vem conquistando espaço na agenda estratégica de líderes como os CEOs da Braskem, Bombril, Unilever, Elektro, Accenture, Nestlé, entre outros. Este ano estamos dedicando esforços para aumentar a participação de outros líderes masculinos nesta conversa, já que 92% dos CEOs no Brasil são homens. A realização desse evento pelo quinto ano consecutivo comprova a importância do tema.” afirma Cris Kerr, idealizadora do Fórum e diretora executiva da CKZ Eventos.
“Este ano inovamos no formato proporcionando um espaço colaborativo e participativo para acessar a inteligência coletiva e gerar resultados transformadores nas organizações.” comenta Lorise Costa, diretora de conteúdo do Fórum Mulheres em Destaque. “Além do painel que apresentará ações para o aumento de líderes femininas, o evento de 2 dias conta com diversas palestras sobre os processos que as empresas precisam adotar para implementar e consolidar seus programas de equidade de gênero e também compartilhará diversos casos de sucesso de grandes empresas”.

jacqueline

Publicitária, Empreendedora e Maquiadora, uma libriana tipicamente indecisa e vaidosa, fã da Beyoncé e que não vive sem maquiagem! - exceto aos domingos hahaha

>> Veja mais posts dessa autora

Veja também esses posts

Eu conheci a Endeavor garimpando vídeos sobre empreendedorismo no YouTube uns 4 anos atrás!
Posso afirmar com toda certeza que por diversas vezes nestes anos empreendendo, exatamente hoje 04/11 completo 5 anos como empresária! Assisti os vídeos onde hoje empreendedores já renomados e de muito sucesso contam suas histórias do Day1… me fez refletir muitas vezes que empreender não é simples, não é fácil mas que com trabalho e perseverança pode-se alcançar sucesso, reconhecimento e solidez.
Para quem não conhece a Endeavor é uma organização líder no apoio a empreendedores de alto impacto ao redor do mundo. Esses empreendedores são aqueles com os maiores sonhos, capazes de criar empresas que fazem a diferença e crescem continuamente, prosperam e empregam milhares de pessoas
No site da organização tem um teste muito legal que identifica o seu perfil como empreendedor. Além do resultado do seu perfil ele lhe indica cases de outros empreendedores com o mesmo perfil

 

O meu perfil como empreendedora é o “Busca do Milhão”
Para você, trabalhar é um meio para ganhar dinheiro e proporcionar mais conforto para sua família? Seu perfil é a “busca do milhão”! Empreender faz sentido se você enxergar nisso uma oportunidade de ganhar mais dinheiro do que provavelmente teria em um emprego. Querer empreender para ganhar dinheiro é totalmente legítimo, mas cuidado para não se frustrar: empreender não é tão simples assim, o caminho é bem difícil!
E saiba que você não está sozinho. O seu perfil é o mais comum entre os empreendedores brasileiros: 1 em cada 4 pessoas pensa igualzinho a você!

História de alguns empreendedores com o seu perfil!

Faça o teste e me conta nos comentários qual é o seu perfil!

jacqueline

Publicitária, Empreendedora e Maquiadora, uma libriana tipicamente indecisa e vaidosa, fã da Beyoncé e que não vive sem maquiagem! - exceto aos domingos hahaha

>> Veja mais posts dessa autora

Veja também esses posts

Olá pessoal

Normalmente os posts com conteúdo sobre empreendedorismo feminino eu publico as quartas-feiras, mas essa semana foi um tanto corrida! Quem me acompanha no instagram (segue aí!!!) @jackie_makeup deve ter vistos os posts que fiz na quinta e sexta-feira, pois participei de alguns encontro com mulheres empreendedoras realizados aqui em SP.

Ontem (22) aconteceu em um dos escritórios do Sebrae-SP o 39º Café com Empreendedoras organizado pela Rede Mulher Empreendedora criado pela Ana Fontes 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Foi a primeira vez que consegui me inscrever e efetivamente comparecer a este encontro, foi enriquecedor e gostei bastante conheci mulheres bem legais e me surpreendi com o conteúdo das palestras e conheci um história incrível vou contar para vocês agora! Já que estamos em Outubro e todos estão falando sobre a Campanha Outubro Rosa 

A última palestra do encontro foi realizada pela Vânia Castanheira

Vânia é jornalista, tem 33 anos é Portuguesa e mora no Brasil há 10 anos é casada com um brasileiro). Em Janeiro de 2013, desejando se tornar mãe, descobriu um câncer de mama.

“Em Janeiro de 2013, desejosa de me tornar mamãe, descobri um câncer de mama.  Eu sempre tive uma vida saudável. Pratico esporte e me alimento bem. O meu câncer foi emocional. Um acúmulo de estresse e mágoa que guardei para mim, não compartilhei e não fiz questão de alterar o que estava errado. Deixei passar e o meu corpo reclamou.”

Vânia compartilhou conosco passos de seu tratamento, ela teve um tipo raro de câncer de mama e bem agressivo. Precisou fazer quimioterapia e radioterapia, e em meio ao tratamento e ela teve a ideia de criar um blog para registrar tudo e dividir com outras mulheres a sua doença, tratamento e graças a Deus o seu processo de cura!
O blog dela chama-se Minha Vida Comigo, nome este que também foi dado ao seu primeiro livro

 

“Porque sem “migo” ela não faria sentido. O Câncer não veio como uma doença mas sim como uma cura!”

Me emocionei demais! Chorei um linda história de superação, conheçam o blog da Vânia eu já virei fã! e quero comprar o livro.
Só quem conheceu alguém que teve câncer (não importa o tipo) sabe o quão devastador pode ser essa doença que é silenciosa! :(Você pode ver neste vídeo na TEDXSãoPaulo onde a Vânia palestra sobre sua história. Se conhece alguém que teve ou está passando pelo tratamento indique o canal dela tem vídeos bem bacanas!

 

jacqueline

Publicitária, Empreendedora e Maquiadora, uma libriana tipicamente indecisa e vaidosa, fã da Beyoncé e que não vive sem maquiagem! - exceto aos domingos hahaha

>> Veja mais posts dessa autora

Veja também esses posts

Jackie Siqueira Makeup © 2018 | Todos os direitos reservados
Design & Programação: