Mostrando posts da categoria Empreendedorismo

Women Will “Cresça com o Google!”

Participei no último dia 23 e 24 de Abril aqui em São Paulo da 4ª turma do Women Will  “Cresça com o Google!“.

O programa visa a capacitação para o desenvolvimento pessoal e profissional das mulheres. Seja para encontrar novas oportunidades de emprego, mudar de carreira ou abrir seu negócio.

Women Will Cresça com o Google

Neste treinamento, você vai aprender sobre liderança feminina, técnicas de negociação, finanças pessoais, comunicação, ferramentas e soluções digitais do Google para você e seu negócio.

Serão quase 16 horas de treinamento, com direito a certificado.

Tudo isso gratuitamente em uma imersão de 2 dias no Campus São Paulo.

(mais…)

jacqueline

Publicitária, Maquiadora & Gestora de Negócios, uma libriana tipicamente indecisa e vaidosa, fã da Beyoncé

>> Veja mais posts dessa autora

Veja também esses posts

Olá pessoal tudo bem?

Gosto muito do blog do Bruno Caetano que é superintendente do Sebrae-SP, li esta semana um post alerta sobre um novo golpe que está sendo aplicado em pessoas que possuem o MEI

O Sebrae-SP está alertando a todos que existe uma nova fraude para atingir os Microempreendedores (MEIs). Anteriormente o golpe está sendo feito via correio, com um carnê falso de pagamento, desta vez, o envio é feito por e-mail e não deve ser respondido de forma alguma.

imagem: Thinkstock/Tamara Dragovic

O endereço do e-mail em que chega a cobrança falsa é suporte@mei.com e não deve ser respondido. Qualquer cobrança que venha deste endereço é indevida, não sendo válida e obrigatória. Alerta Bruno!

Em caso de dúvidas o empreendedor pode entrar em contato com a entidade em qualquer um dos mais de 100 pontos de atendimento espalhados pelo Estado ou pelo 0800 570 0800.

Sobre a Declaração anual

Os MEIs de todo o País precisam entregar a Declaração Anual Simples Nacional do MEI (DASN-SIMEI) até o dia 31 de maio. Na declaração, o empreendedor deve  informa todas as suas operações do ano anterior.

Tudo simples e enviada via internet, seguindo as orientações disponíveis no próprio site.

Passo a passo da declaração está explicado neste vídeo do Sebrae SP

Fique atento e não caia neste golpe!

 

 

jacqueline

Publicitária, Maquiadora & Gestora de Negócios, uma libriana tipicamente indecisa e vaidosa, fã da Beyoncé

>> Veja mais posts dessa autora

Veja também esses posts

Olá Pessoal tudo bem?

Normalmente posto conteúdos relacionados a empreendedorismo só as quartas, mas havia esquecido de publicar uma nota sobre este importante evento que acontecerá na próxima semana aqui em SP.

Organizado pelo Sebrae-SP para incentivar e auxiliar a formalização dos empreendedores paulistas que preparou um esquema especial entre os dias 2 e 7 de maio.

Durante a Semana do MEI, tendas de atendimento para quem sonha em empreender e virar patrão! As tendas serão montadas em São Paulo, na Baixada Santista, Campinas, Carapicuíba e Grande ABC. Além disso, foi criada uma programação especial para o Sebrae Móvel e em 33 escritórios regionais.

Os serviços disponíveis aos empreendedores são:

Benefícios e direitos do MEI.

• Formalização do MEI, de maneira fácil e sem burocracia.
• Emissão do carnê de pagamento mensal e/ou vencido.
• Impressão do CNPJ (Comprovante de Inscrição e Situação Cadastral).
• Impressão do CCM (Cadastro de Contribuinte Mobiliário).
• Orientações sobre Nota Fiscal (Comércio e Prestação de Serviços).
• Declaração Anual de Rendimentos.
• Impressão da Inscrição Estadual (IE).
• Alteração e/ou cancelamento de cadastro.
• Esclarecimento sobre os benefícios do INSS e da cobertura previdenciária.
• Orientações de concessão de microcrédito para pequenos negócios.
• Orientação técnica gratuita para aumentar o desempenho da sua empresa.

Programação completa da semana está disponível no site do Sebrae-SP

Tudo o que você precisa saber sobre se formalizar como MEI tem neste post aqui

jacqueline

Publicitária, Maquiadora & Gestora de Negócios, uma libriana tipicamente indecisa e vaidosa, fã da Beyoncé

>> Veja mais posts dessa autora

Veja também esses posts

Congresso online e gratuito agita o movimento Mulher Empreendedora‏

O Congresso será composto por quatro palestras diárias, nos seguintes horários: 9hs, 12hs, 15hs e 19hs. A cada dia uma nova discussão. As participantes que se cadastrarem poderão acompanhar as palestras de forma gratuita.

O COMUPRO conta com 25 palestrantes e traz nomes como os de Alcione Albanese – Fundadora da FLC (companhia brasileira referência no segmento de iluminação no país) e da ONG Amigos do Bem Instituição Nacional Contra a Fome e a Miséria.

AAEAAQAAAAAAAAhOAAAAJGQ3MjBhNTU1LTVhMmUtNDgxMC1iZGU1LTI1Yzc3ZDAzZmIxNQ

Idealizada pela consultora em negócios Roseli Cunha, o Mundo da Mulher Protagonista é uma grande plataforma de negócios que é composta de três pilares fundamentais: Produtos (congresso, ferramentas tecnológicas); Consultoria (desenvolvimento de projetos em liderança feminina) e Programas em Mentoria (onde o principal objetivo é alavancar os negócios de mulheres altamente especializadas em suas áreas de atuação) – todos norteados por plataformas tecnológicas que proporcionam a otimização do tempo, escalabilidade no atendimento e diversidade de produtos.

Mas, não é só de mulheres que será composto o congresso. Especialista nas áreas de Outplacement e Recolocação, Eduardo Bahi, CEO na Thomas Case & Associados e o escritor como Jober Chaves, autor do Livro “O Poder da Coragem” falarão sobre o foco na carreira e sucesso empresarial.

Para aquecer a discussão do Congresso, foram publicados cinco hangouts sobre os temas como Mulher Protagonista, Carreira, Empreendedorismo, Saúde Mental e Física, Beleza. O último aconteceu ontem, dia 05/04, para discutir sobre Autoconhecimento. Para resgatar esses bate-papos acessem: http://www.comupro.com.br/hangout.html

“Ser Mulher Protagonista é assumir sua condição de ser mulher e saber que mesmo você decidindo sobre a sua vida e das pessoas que te rodeiam, Elas sabem dosar suas prioridades, até mesmo em momentos difíceis como o da TPM, por exemplo. O COMUPRO e o Mundo da Mulher Protagonista vêm ao mercado para quebrar paradigmas e mostrar ao universo feminino seu poder de realização”, revela Roseli.

O Congresso ainda terá uma área VIP, onde aquelas que se inscreverem receberão materiais exclusivos mais bônus, que serão e-books e palestras inéditas. Para participar cadastre-se pelo site www.comupro.com.br

jacqueline

Publicitária, Maquiadora & Gestora de Negócios, uma libriana tipicamente indecisa e vaidosa, fã da Beyoncé

>> Veja mais posts dessa autora

Veja também esses posts

Olá pessoal tudo bem?

Vamos voltar aos posts de quarta sobre empreendedorismo e sem dúvida um dos temas que se encaixam muito bem é o Empoderamento da Mulher, hoje todas nós estamos fazendo acontecer na área em que atuamos.

Muito se fala sobre isso atualmente, grandes companhias lideradas por mulheres ou direcionadas a esse público vem se posicionando e também suas campanhas e comunicação para isso. Como exemplo temos a Unilever com suas incríveis campanhas da Dove, temos a Avon que recentemente lançou novo posicionamento com a campanha Beleza que faz sentido, um campanha criada para reforçar o posicionamento global da marca, que defende o empoderamento da mulher, e aprofundar o relacionamento com revendedoras e consumidoras.

Recebi esse texto com uma reflexão excelente da Psicologa Tatiana Leite e gostaria de dividi-lo com vocês!

empoderamento_feminino

Apesar de parecer o assunto do momento, o termo empoderamento feminino já está em pauta há muitos anos. Tudo bem que o desfile da Chanel de 2014 incitou a mídia a falar sobre isso, mas sua importância vai muito além de um protesto fashion. Também vale lembrar que não estamos falando da causa de uma pessoa, empresa ou organização, mas sim do que você pode fazer para fortalecer o reconhecimento e a igualdade de gêneros em todos os ambientes onde a mulher é minoria .

Desde a instauração do Dia Internacional da Mulher, em 1911, conseguimos grandes avanços nessa luta. Conquistamos o direito de voto em 1932, questionamos os padrões de beleza através da famosa Queima de Sutiãs de 1968, homologamos a Lei Maria da Penha em 2006. Contudo, a desigualdade ainda prevalece e pesquisas recentes confirmam esse cenário. Veja alguns dos números revelados:

  • Quando estão em uma atividade remunerada, mulheres recebem em média 24% menos do que homens (Relatório de Desenvolvimento Humano de 2015);
  • Entre os profissionais de média e alta gerência de marketing, enquanto os homens receberam um aumento salarial de 40%, entre 2014 e 2015, as mulheres receberam 7%, pelo mesmo cargo e período (Talenses, consultoria de recrutamento de executivos em São Paulo) e,
  • 67% das estudantes universitárias entrevistadas por uma pesquisa realizada pelo Instituto Data Popular afirmaram já terem sofrido algum tipo de violência (sexual, psicológica, moral ou física) no ambiente acadêmico.

Como você pode perceber por esses exemplos, ainda temos um caminho muito longo a trilhar para sermos reconhecidas e termos as mesmas oportunidades oferecidas aos homens. Mas, para isso, precisamos quebrar dois estereótipos, o da Profissional Competente vs. Mãe e Esposa Dedicada.

Ainda hoje em dia é comum encontrarmos mulheres dispostas a sacrificar seus projetos profissionais, para colocar a família como prioridade. Continuamos a carregar a culpa de dividir nosso tempo entre o pessoal e profissional. Somos pressionadas diariamente pelo chefe, pelos prazos, pelas reuniões de pais e pelos filhos que ficaram doentes de uma hora para outra.

Ao mesmo tempo, a sociedade continua impondo a doutrina da maternidade. Os cuidados com os filhos, a casa e o marido são inquestionavelmente responsabilidades da mulher. Dessa forma, acabamos por carregar nas costas e, muitas vezes, sozinhas, o peso de uma rotina sufocante baseada no ciclo: trabalho, casa, filhos e marido. Para amenizar o caminho, acabamos por escolher entre ser uma profissional competente ou uma mãe e esposa dedicada. Contudo, o que precisamos colocar em mente é que não precisamos escolher, podemos ser as duas coisas ou nenhuma delas, se não quisermos. Só precisamos encontrar o equilíbrio sobre o que realmente queremos.

Se você que construir uma carreira, mas sem abrir mão de uma vida familiar saudável, por exemplo, você pode trabalhar em uma distribuição mais igualitária das funções e tarefas dentro da sua casa. Afinal, de nada adianta buscarmos uma igualdade no mercado de trabalho, se tivermos que continuar a enfrentar essa dupla-jornada. Compartilhe com seu companheiro os cuidados com o seu filho, permita que ele exerça seu papel de pai com dedicação, negocie os afazeres domésticos, disponha de um tempo para você!

Mesmo ainda não vivendo em um mundo ideal para nós, devemos lembrar que temos a oportunidade de escolher a vida que queremos e como gostaríamos de viver, então viva da forma que você achar melhor, não como a sociedade te impõe. Acredite: we can do it!

Tatiana Leite – Graduada em psicologia pela Universidade Estadual Paulista (UNESP), a profissional possui especialização em terapia familiar e de casal, pela Pontifica Universidade Católica (PUC/SP) e Pós-graduação em Sexualidade Humana, pela Faculdade de Medicina da USP.

beijos-Jackie

 

jacqueline

Publicitária, Maquiadora & Gestora de Negócios, uma libriana tipicamente indecisa e vaidosa, fã da Beyoncé

>> Veja mais posts dessa autora

Veja também esses posts

Psicóloga explica o papel feminino convivência com o homem

 papel-mulher-contemporanea

 

Recebi este texto da Dra. Carla Ribeiro, que é Psicóloga Clínica e Hospitalar voltada para Saúde do Homem e achei muito interessante a reflexão

Os estigmas criados pelas sociedades antigas caíram por terra e atualmente percebemos a diferença visível do papel da mulher na sociedade. O século XXI trouxe consigo inovações em várias esferas, uma delas a inserção da mulher no mercado de trabalho competindo por vagas ocupadas por homens e desempenhando funções que antes eram de especialidade masculina.

 

 

Esta semana no dia 8 de Março se comemoramos o Dia Internacional da Mulher e a data traz consigo o desejo de tornar a mulher como pertencente a sociedade de forma a contribuir e não mais como alguém incapaz de firmar-se sozinha.

A mulher tem conquistado cada vez mais seu espaço na sociedade, apesar de ainda sofrerem alguns preconceitos, principalmente no mercado de trabalho e em cargo de chefia. “Elas precisam mostrar competência, agilidade e que estudaram muito para ocupar cargos ainda muito disputados pela figura masculina. Há um estigma de que ela não vai conseguir executar alguma função, precisando então de um homem para resolver a situação”, diz.

Com o papel da mulher consolidado na sociedade até mesmo os costumes antigos de maternidade e casamento deixaram de ser prioridade.

“A mulher consegue decidir muito melhor o que quer hoje. Por exemplo, atualmente a mulher tem mais domínio sobre o seu desejo por um casamento e maternidade, tudo á seu tempo, sem mais imposições da sociedade. A mulher quer trabalhar e se realizar, de acordo com o que ela deseja, para que depois ela possa compartilhar as experiências dela com outra pessoa”.

Dessa forma, a mulher do século XXI conquistou seu espaço como empreendedora, independente, qualificada e confiante. No entanto, a profissional acredita que “apesar de a mulher empreendedora ser vista pelo homem como uma pessoa de coragem, em alguns momentos a figura masculina enxerga um homem nessa mulher pela capacidade com que trabalha, muitas vezes por assumir uma personalidade de liderança mais conhecida no meio social do homem”. Uma saída, segundo Carla é procurar separar as funções domésticas, por exemplo, pois as mulheres acreditam que isso possa tornar a relação melhor, assim os dois cansam menos e trabalham em dupla.

Por fim, todas as mulheres precisam dessa autoconfiança para conquistar o que desejam. “As mulheres sofrem com as oscilações mensais, sem perder o foco. Então, essa autoconfiança serve para que a mulher possa vencer os seus desafios, pois ser mulher é sinônimo de força e determinação em suas ações e ao mesmo tempo pequena e frágil ao se emocionar em pequenas emoções”. O papel da mulher hoje em dia não está em competir com o universo masculino mas na manutenção do papel da mulher, como profissional capacitada e apta a desempenhar serviços antes de domínio dos homens. “Homens e mulheres são diferentes em seu modo de ser e se complementam quando buscam um ao outro”, finaliza a psicóloga.

Dra. Carla Ribeiro Facebook

beijos-Jackie

jacqueline

Publicitária, Maquiadora & Gestora de Negócios, uma libriana tipicamente indecisa e vaidosa, fã da Beyoncé

>> Veja mais posts dessa autora

Veja também esses posts

Mulher trabalha cada vez mais que o homem

Números do IBGE mostram que diferença entre dupla jornada dos dois gêneros aumentou nos últimos dez anos no Brasil

imagem: Movimento Mulher 360

A mulher trabalha cada vez mais que o homem. Não se trata de opinião ou sentimento, é dado estatisticamente comprovado pelo IBGE. Em uma década, a diferença aumentou em mais uma hora.

Em 2004, as mulheres trabalhavam quatro horas a mais que os homens por semana, quando se soma a ocupação remunerada e o que é feito dentro de casa. Em 2014, a dupla jornada feminina passou a ter cinco horas a mais, segundo a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad), que reúne informações de mais de 150 mil lares

 

E ainda vai ter gente que vai falar quado você conquistar as coisas que foi sorte…

 

Leia mais sobre os resultados da pesquisa aqui nesta matéria do O Globo

jacqueline

Publicitária, Maquiadora & Gestora de Negócios, uma libriana tipicamente indecisa e vaidosa, fã da Beyoncé

>> Veja mais posts dessa autora

Veja também esses posts

Jackie Siqueira Makeup © 2018 | Todos os direitos reservados
Design & Programação: