Álcool gel caseiro funciona?

Já faz um tempo que não posto nada por aqui, estava enfrentando alguns obstáculos na minha vida pessoal e acabei deixando o blog de lado!

Já é sabido por todos que estamos enfrentando tempos difíceis, não só no Brasil mas no mundo. Não costumo postar releases por aqui, mas achei bem válido compartilhar este. A internet como muitas vezes eu já disse por aqui, nos meus vídeos (canal tá parado por enquanto) e nas outras redes, vem para o bem mas pode também ser usada para o mal.

Como blogger eu sempre procurei compartilhar informações verídicas, e tomar muito cuidado com as coisas que falo com os produtos e marcas que recomendo. O mesmo faço com notícias, etc nos últimos dias principalmente no WhatsApp vejo muitas coisas compartilhadas sem a menor preocupação, fake news rolando solta!

Cuidado com recitas caseiras, pois não é possível garantir que teremos uma concentração do álcool entre 70-80%, considerada eficaz, e ainda pode dar a falsa sensação de proteção para quem está utilizando.
Isso sem falar no risco potencial de se estar num momento destes estimulando crianças e adultos a estarem fabricando algo potencialmente inflamável com risco de incêndio, queimaduras graves e alergias de pele.

Usar álcool líquido comprado em supermercado e ficar borrifando ele nas mãos não é mais eficaz que lavar as mãos. Isto porque a eficácia do álcool comprado em supermercado é diferente da do álcool utilizado em hospitais e clínicas. Além do risco de causar alergia na sua pele.

Álcool gel caseiro funciona?

foto: Marcello Casal Jr (Agência Brasil)

A falta de álcool em gel nos comércios e até mesmo o aumento do preço do produto por conta da pandemia do novo coronavírus têm levado algumas pessoas a recorrerem a soluções caseiras, mas que não são eficientes.  O que fazer então? ficar em casa e lava as mãos com água e sabão ou sabonete que é altamente eficaz na eliminação de vírus e bactérias da pele. Até porque passar álcool em gel ou líquido mesmo em concentrações adequadas em uma mão suja é menos eficaz que lavá-la.

 

Por Bianca Gastaldi